Páginas

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Os Padres em Esperança de 1908 a 2011....


1908 - 1912: PE. FRANCISCO GONÇALVES DE ALMEIDA – Foi o primeiro padre que a Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho recebeu. Nasceu na freguesia de Senhora Santana de Alagoa Nova, em 1871. Era filho de Delfino Gonçalves D’Almeida e Adelaide Irineia de Vasconcellos Monteiro.


1913 - 1322: PE. JOSÉ VITAL RlBEIRO BESSA - Fez melhoramentos na Matriz e construiu a Casa Paroquial (de 1914 a 1916). Dia 24 de julho de 1917 presidio a benção do lançamento da pedra fundamental para construção da Capela do Coração de Jesus em Algodão. Em 4 de janeiro de 1921 realizou a benção da capela já construída. Em 7 de junho de 1921 iniciou a construção da Capela de Lagoa do Mato. Nasceu em Mamanguape, a 28 de abril de 1887. Eram seus pais: José Ribeiro Bessa e Joana Tavares Bessa. Faleceu dia 26 de abril de 1974.


1922 - 1929: PE. JOSÉ BORGES DE CARVALHO – Nasceu em Alagoa Nova a 27 de julho de 1896. Eram seus pais: Manoel Francisco Borges e Maria Magdalena de Carvalho Borges. Viveu sua infância no Engenho Cipó, de propriedade de seus pais, no município de Areia. Foi vigário, na Paraíba, das paróquias de Bananeiras, Esperança, Sousa, Santa Luzia e Alagoa Nova. Faleceu dia 23 de fevereiro de 1980. O Padre José Borges de Carvalho passou oito anos na Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho.


1929 – 1933: DIUERSOS - Foi nomeado para substituir Pe. José Borges, com o título de Vigário Encarregado, o Cônego João Coutinho, em junho de 1929, deixando a regência da paróquia logo em seguida. Em julho de 1929 ficou encarregado da mesma o Mons. Francisco Severiano de Figueiredo, que ocupou essa função até novembro do mesmo ano, pois foi obrigado a desempenhar suas funções de professor do Liceu Paraibano. Em dezembro regressou a paróquia e permaneceu até março de 1930, até que o arcebispo. Dom Adauto Aurélio de Miranda Henriques enviou de forma provisória, no cargo de Vigário Encarregado da Paróquia de Esperança, o Reverendo Pe. Álvaro Gabínio de Carvalho, o qual permaneceu até 23 de janeiro de 1933.


1933 - 1935: MONS. FRANCISCO SEVERIANO DE FIGUEIREDO - Veio por provisão de um ano. Chegou em 03 de fevereiro de 1933 e saiu em junho de 1935 (1933 – 1935). Nasceu em Caicó (RN), a 09 de novembro de 1872. Eram seus pais: Luiz Emeliano de Figueiredo e Izabel Maria de Jesus. Iniciou seus es-tudos no Seminário de Olinda, em 1894, transferiu-se para o seminário da Paraíba. Em 08 de dezembro de 1934 Mons. Francisco presidiu a fundação da Pia União das Filhas de Maria na Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho.

1937 – 1951: PE. JOÃO HONÓRIO DE MELO - Sua gestão, que durou quatorze anos, foi marcada por muitos benefícios para a paróquia: construção da Secretaria, Sacristia, sala de depósito e salão superior para as congregações, pia e hospedagem de sacerdotes em tempos de festas, missões e outros eventos. Também a criação da Escola Paroquial Dom Adauto. Providenciou a reforma da Matriz, aumentando em mais 10 metros de altura. Em 23 de setembro de 1945 foi lançada a pedra fundamental de um ginásio Dom Vital. Fundou a Cruzada Eucarística; reorganizou a Pia União das Filhas de Maria e a Irmandade do S.S. Sacramento. Instalou uma nova Conferência Vicentina. O Padre João Honório nasceu em Cruz do Espírito Santo, a 23 de junho de 1906. Eram seus pais: Antônio Honório de Mello e Arma Moreira de Vasconcellos.


1951 – 1980: MONSENHOR MANUEL PALMEIRA DA ROCHA - Teve a mais longa administração paroquial na cidade de Esperança: vinte e nove anos. Nesse período foi incansável em construir capelas, escolas, comunidades e outras ações sociais em todo o município. Iniciou a construção da Vila dos Pobres. Manuel Palmeira nasceu em Campina Grande, a 02 de março de 1919. Eram seus pais: Luiz José da Rocha e Ana Palmeira da Rocha. Entre 1975 – 1976, o Padre Palmeira esteve em Roma/Itália fazendo curso de Atualização Teológica na Universidade Pontifícia Salesiana, Per Vivere II Concilio – Roma.



1981 – 1982: FREI ANTÔNIO JOSÉ DE OLIVEIRA -Teve uma administração curta, mas durante os 14 meses de mandato, ele renovou os Franciscanos Seculares, a Cruzada Eucarística Infantil, o Movimento de Evangelização e Catequese continuados, além do teto da Igreja Matriz. Em 1981, Frei Antônio terminou a construção da Capela da Imaculada Conceição na comunidade do Pintada, a qual tinha sido iniciada pelo Padre Monsenhor Palmeira.


1982 – 1987: PE. JOSÉ DE RIRAMAR ERICEIRA NUNES – Após a rápida passagem pela paróquia do seu antecessor, Padre José de Ribamar ficou na administração por cinco anos, de 19 de dezembro de 1982 a 10 de maio de 1987.


1988 – 1992: PE. PATRÍClO CONNELLY l PE. BERNARDO DALY – Estes gringos administraram a Paróquia de Esperança, os quais também contribuíram com a organização das comunidades religiosas do município. Padre Patrício organizou a comunidade religiosa do Benefício, juntamente com a senhora Maria do Carmo daquela comunidade começou a participar das primeiras formações de liturgia celebradas naquela localidade. No dia 20 de julho de 1991 foi celebrada a primeira missa pelo padre Bernardo, assistente do padre Patrício naquela comunidade que ainda não tinha sua capela erguida. Padre Bernardo criou uma comissão para lutar por um terreno para construção de uma capela na comunidade São Vicente. Foi doado um terreno do patrimônio da Paróquia na Travessa São Vicente, por meio de mutirões construíram a capela.



1992 – 2000: PE. JOSÉ ASSIS PEREIRA SOARES - Foi um padre dinâmico e organizado, que muito bem administrou a paróquia e deixou várias obras eclesiais. Padre Assis incentivou a construção da capela São Sebastião no Sítio Benefício. Dia 10 de julho de 1993 celebrou uma missa na Associação dos Moradores, e foi colocada naquela ocasião a pedra fundamental para a construção da capela. Aos 20 dias de janeiro de 1994, o padre Assis celebrou a primeira missa na capela São Sebastião, ainda em construção. Sendo o primeiro passo para a evangelização naquela capela que continua até os dias atuais.


2000 - 2004: PE. DAMIÃO FERREIRA DOS SANT0S - Teve uma curta administração paroquial na cidade de Esperança, mas apesar do pouco tempo, padre Damião demonstrou o seu grande espírito de administrador paroquial, até ser pego de surpresa por uma doença que interrompeu sua vida terrena. 


Padre José Alexandre Moreira


Desde o dia 10 de outubro de 2004 que a Paróquia de Esperança vem sendo administrada pelo jovem padre José Alexandre Moreira. Isso aconteceu há pouco mais de um ano depois de sua ordenação, em substituição ao padre Daminhão, que morreu durante a gestão. Nascido dia 10 de junho de 1978, na cidade de São João do Rio do Peixe, ele começou sua experiência vocacional aos 16 anos, na cidade de Boqueirão, cidade na qual, a partir de fevereiro de 2011 irá administrar a sua Paróquia.

Fonte: Revista Centenário - Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho- Esperaça, maio de 2008.


Um comentário:

  1. Excelente pesquisa da professora Marilda Coêlho que deu origem a revista Centenário da Paróquia onde ela e outros profissionais, a exemplo de Jacinto Barbosa, fizeram um importante registro para nossa história.
    Parabéns!

    Rau Ferreira
    História Esperancense

    ResponderExcluir